Auxílio e benefício
emergencial

Aqui, você encontra informações sobre o auxílio emergencial e o benefício emergencial do Governo Federal e ainda confere como o valor de cada um deles é creditado na sua conta.

Auxílio emergencial de R$ 600

O auxílio emergencial é um benefício de R$ 600 concedido pelo Governo Federal para proteger financeiramente trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados durante a pandemia do coronavírus.

Você solicita o benefício exclusivamente pelo site da Caixa Econômica Federal. Lá, pode escolher receber o auxílio na sua Conta Bradesco.

Recebimento do auxílio emergencial

Mudanças no pagamento da 2ª parcela do Auxilio Emergencial

A Portaria Nº 386 de 14/05/2020 do Ministério da Cidadania alterou a regra para o pagamento da 2ª parcela. Os beneficiários do Auxílio Emergencial que receberam a 1ª parcela nos bancos privados vão receber a 2ª parcela na Poupança Social Digital da Caixa.

Após 10 dias, o saldo não usado na Poupança Social Digital será automaticamente transferido para a conta em que foi paga a 1ª parcela. Todas as demais orientações permanecem as mesmas.

Para quem tem apenas conta-corrente:

Vamos habilitar uma conta-poupança sem baixa automática e com o mesmo número da conta-corrente, é nela que o auxílio é creditado.

Esta conta pode ser movimentada com seu cartão de débito. Se você for sacar, é importante selecionar opção conta-poupança. Se for usar o valor em lojas e estabelecimentos, antes, é necessário transferir os recursos da poupança para conta-corrente. Lembre-se: você pode usar os canais digitais para movimentar sua conta sem sair de casa.

Para quem tem conta-poupança tradicional:

O auxílio é creditado nesta conta e você pode movimentá-la com seu cartão de débito ou, de forma on-line, pelos canais de digitais.

Para confirmar o recebimento, consulte seu saldo pelo App e Internet Banking.

Para quem tem conta-corrente e conta-poupança:

O auxílio é creditado na conta-poupança.

Contas sem baixa automática: se você for sacar, é preciso escolher a opção conta-poupança. Já para usar o valor em lojas e estabelecimentos, antes, é necessário transferir os recursos da poupança para conta-corrente. Se preferir, movimente sua conta on-line, pelos canais digitais.

Contas com baixa automática: veja o que acontece conforme seu saldo na poupança:

  • Até R$ 2 mil na data anterior ao crédito: a baixa automática para cobrir o saldo da conta-corrente fica desabilitada. Se você for sacar, é importante selecionar opção conta-poupança. Se for usar o valor em lojas e estabelecimentos, antes, é necessário transferir os recursos da poupança para conta-corrente.
    Lembre-se: você pode usar os canais digitais para movimentar sua conta sem sair de casa.
  • Mais que R$ 2 mil na data anterior ao crédito: a baixa automática continua ativa, portanto, fique atento aos débitos já programados na conta-corrente, eles podem consumir os recursos da poupança. Se você precisar retirar a baixa automática, ligue para o Fone Fácil.

Outras informações importantes

  • O pagamento do auxílio emergencial está previsto por 3 meses, na mesma conta e nas datas determinadas pela Caixa Econômica Federal ou enquanto durar o período de quarentena no Brasil.
  • Se o valor ainda não estiver na conta 48 horas após seu pedido, consulte o site da Caixa Econômica Federal.
  • O auxílio pode ser usado para pagar contas de água, luz, telefone, empréstimos e qualquer coisa que seja importante neste momento.

Benefício Emergencial

Para funcionários de empresas que fizeram a solicitação

O BEm – Benefício Emergencial – é concedido pelo Governo Federal para proteger, financeiramente, funcionários de empresas privadas durante a pandemia do coronavírus.

Quem solicita o benefício e faz o acordo com o funcionário é a empresa, pelo site Empregador Web. É por lá também que o empregador indica a conta bancária em que seu funcionário quer receber o valor.

Esse benefício pode ser pago de 2 formas, conforme a situação da empresa e do funcionário:

Redução proporcional de jornada de trabalho e salário:

Por um período pré-determinado de até 90 dias, o Governo Federal paga parte do salário do funcionário proporcionalmente à redução da jornada de trabalho – 25%, 50% ou 70%, exceto se for combinado de outra forma coletivamente.

Suspensão temporária do contrato de trabalho:

Por um período pré-determinado de até 60 dias, o Governo Federal paga o benefício de acordo com o valor mensal do seguro-desemprego que o funcionário teria caso fosse demitido.

Recebimento do Benefício Emergencial

Para quem tem apenas conta-corrente: vamos habilitar uma conta-poupança sem baixa automática e com o mesmo número da conta-corrente, é nela que o auxílio é creditado. Esta conta pode ser movimentada com seu cartão de débito. Se você for sacar, é importante selecionar opção conta-poupança. Se for usar o valor em lojas e estabelecimentos, antes, é necessário transferir os recursos da poupança para conta-corrente. Lembre-se: você pode usar os canais digitais para movimentar sua conta sem sair de casa.

Para quem tem apenas conta-poupança: o auxílio é creditado nesta conta e você pode movimentá-la com seu cartão de débito ou, de forma on-line, pelos canais de digitais.

Para quem tem conta-corrente e conta-poupança: o auxílio é creditado na conta-poupança.

Contas sem baixa automática: se você for sacar, é preciso escolher a opção conta-poupança. Já para usar o valor em lojas e estabelecimentos, antes, é necessário transferir os recursos da poupança para conta-corrente. Se preferir, movimente sua conta on-line, pelos canais digitais.

Contas com baixa automática: veja o que acontece conforme seu saldo na poupança:

  • Até R$ 2 mil na data anterior ao crédito: a baixa automática para cobrir o saldo da conta-corrente fica desabilitada. Se você for sacar, é importante selecionar opção conta-poupança. Se for usar o valor em lojas e estabelecimentos, antes, é necessário transferir os recursos da poupança para conta-corrente. Lembre-se: você pode usar os canais digitais para movimentar sua conta sem sair de casa.
  • Mais que R$ 2 mil na data anterior ao crédito: a baixa automática continua ativa, portanto, fique atento aos débitos já programados na conta-corrente, eles podem consumir os recursos da poupança. Se você precisar retirar a baixa automática, ligue para o Fone Fácil.

Para quem tem conta-salário com portabilidade de salário para outros bancos ou sem transferência para corrente ou poupança: o valor será devolvido para o Banco do Brasil e o funcionário deve receber o benefício pelo App do Banco do Brasil.

Outras informações importantes

  • O pagamento do benefício emergencial está previsto por 4 meses, na mesma conta e nas datas determinadas pelo Governo Federal
  • O auxílio pode ser usado para pagar contas de água, luz, telefone, empréstimos e qualquer coisa que seja importante neste momento
  • Se o valor ainda não estiver na conta 48 horas após seu pedido, consulte o site do Banco do Brasil (bb.com.br/bem)

Mais dúvidas